fbpx

Blog

A compreensão de textos e a mudança de perspectivas

A compreensão de textos e a mudança de perspectivas

Interpretação e compreensão de textos e mudança de perspectivas

Tanto falamos em conteúdo, textos, em formatação SEO, Google, taxa de conversão e rejeição, mas e você já parou para rever aquele conteúdo lá da escola? Pois é, alguns temas são importantes para a vida toda, compreensão de textos é um deles. Eu tenho uma versão para isso, precisamos entender os fundamentos, os alicerces, as bases da composição, já falei várias vezes disso por aqui e por isso vou dar uma “mãozinha” extra. Sei que o conteúdo é chato, mas necessário, uma mensagem mal informada pode se voltar contra você.

Cristalize o campo semântico!

As palavras tem muito poder e uma única palavra pode ter vários significados, isso se chama campo semântico que trabalha com os sentidos que uma única palavra apresenta quando inserida em contextos diversos. Evitar confusões dentro do campo semântico é o nosso primeiro e mais importante desafio. O dicionário português é repleto de ambiguidades, além disso somos constantemente surpreendidos pelas pegadinhas coloquiais dos brasileiros. Então, se você ainda não está atendo nos sites de sinônimos, crie imediatamente esse hábito e pesquise sob qualquer suspeita ou dúvida.

Todo cuidado é pouco para não prejudicar a clareza e a precisão das idéias e não dificultar a compreensão da leitura. E só para completar, existe ainda o campo lexical, que significa a variação da palavra o que não é a variação do sentido da palavra, ok?

Invariável, mas aí é advérbio?

Agora você vai me dizer: – Ei Karine, mas isso aí não era advérbio?
– A asserção é parecida mas designação tem outra função completamente diferente! O advérbio é a invariável que indica a circunstância, serve para designar a intensidade em que as coisas ocorrem. O advérbio está entre as dez classes gramaticais da língua portuguesa. É uma palavra que não admite variação em sua forma e sua principal função é modificar o verbo, ou um adjetivo, nunca modifica um substantivo.

Mas Karine? Isso não são formas verbais?

– Na língua portuguesa se nos atermos aos enunciados ficamos “malucos”. A verdade é que é difícil mesmo, mas vamos estudar um pouco mais, eu não sou professora de português, estou muito longe disso, estudo porque sou jornalista e jornalista que não conhece o português está “ralado” para não falar palavrão aqui. Escrever o que estou estudando é uma maneira de gravar e entender melhor.

Vamos lá: Chamamos de tempos verbais os tipos de variações do verbo que possuem como função indicar quando a ação acontece, seja no passado, presente ou futuro.

Na minha primeira aula na faculdade de jornalismo, nós aprendemos a escrever um “LEAD”, que é o resumo, a ideia central do texto, o núcleo, redigido no primeiro parágrafo, nele o leitor precisa identificar: O que? Quem? Quando? Onde? Aí eu já adiciono o porque? E o como? O objetivo do “LEAD” é tão somente o de informar, não o de convencer, trata-se de um gênero textual, uma NOTÍCIA. Isso já facilita que você estruture os parágrafos a partir dessa ordem, desse roteiro, já definido lá no início.

TÓPICO FRASAL

tópico frasal é uma estrutura importante que ajuda tornar o parágrafo de argumentação muito mais organizado e interessante e assim haver maior compreensão de textos. Ele permite ao autor do texto desenvolver o assunto mais facilmente, garantindo o sucesso da redação.

Ele pode ser chamado também de ideia central ou nuclear do parágrafo de desenvolvimento, ou seja, é um resumo do ponto de vista que o período vai abordar. Assim, cada parágrafo vai ter um tópico frasal próprio. Agora, cabe o aviso: não se deve escrever mais de uma ideia central em um parágrafo. Isso pode fazer com que o texto perca o sentido e acabe tirando pontos do autor por isso.

A declaração inicial faz realizar uma declaração forte logo no início do parágrafo. Assim, no decorrer do texto, o autor pode argumentar e surpreender o leitor, pois apresenta a ideia inicial e, nas etapas seguintes, desenvolve os argumentos a favor dela. O tópico frasal pode trazer a ideia de afirmação ou negação, que vai ser justificada com exemplos, analogias, confrontos, razões ou restrições.

Definição: Quando inicia o parágrafo, o autor também pode apresentar uma palavra que esteja dentro do contexto do assunto que será discutido. Na sequência, vem a explicação lógica e ampla do significado dessa palavra nos períodos seguintes.

Para melhorar e obter maior compreensão de textos você precisa ainda entender como se constitui essa estrutura. Primeiramente definir que tipologia usar. Então vamos falar de algumas, as principais e mais usadas:

Tipologia textual: NARRAÇÃO

Trata-se, de maneira singela, de uma história contada por um narrador, a qual é construída em torno de um ou mais personagens, em um determinado local e em um determinado tempo.

Ao ler uma narrativa, sempre encontraremos uma sequência lógica sendo apresentada para o seu leitor.

Em um primeiro momento, há uma introdução, apresentando os personagens, o lugar em que ocorre a história e em determinado tempo.

Após o momento introdutório, essa tipologia textual apresentará uma situação conflitante, momento em que normalmente há o suspense. E, assim, a narrativa chega a um momento de clímax, o qual costuma prender a atenção do leitor pelo desfecho do enredo.

Por fim, há o desfecho da história, encerrando o suspense apresentado no decorrer da narrativa.

Tipologia textual: DISSERTAÇÃO

Aquela que usamos para brigar nos grupos de Whatsapp (risos)… A dissertação é extremamente utilizada no dia a dia. Provavelmente você tenha feito a relação da palavra dissertação com mestrado, com tese, EDITORIAL, ARTIGOS… Sim, mas no caso estamos falando de textos informais que também defendem um posicionamento.

A dissertação trata-se de uma tipologia textual que objetiva exporanalisar e defender uma tese ou ponto de vista acerca de um determinado assunto.

Aqui você ainda tem a variante da ARGUMENTAÇÃO, são aquelas que não só defendem uma ideia, como também apresentam provas.

Tipologia textual: DESCRIÇÃO

Nesses tipos de textos, o autor se coloca na posição de mero observador e explica como é determinada coisa. Há a exposição de uma opinião ou sentimentos.

Normalmente, a partir da descrição, é possível que o leitor crie, em sua mente, uma imagem do que está sendo descrito. É muito comum vermos forte presença dos cinco sentidos durante o texto, com marcante descrição de tato, audição, visão, olfato e paladar.

Tipologia textual: INJUNÇÃO

Esses textos apresentam comandos ou instruções ao seu leitor, do tipo: tutorial, passo a passo… Podendo ser com viés de ordem ou conselho, mas sempre buscando controlar a ação do interlocutor utilizando-se, para tanto, da forma imperativa.

Costumeiramente vemos a presença de uma linguagem muito mais objetiva e direta.

Como exemplos dessa tipologia textual, temos as bulas de remédios, receitas culinárias, previsão do tempo, regras…

Um ultimo esclarecimento sobre: Gêneros textuais para compreender melhor os textos

Eles estão ligados a nossas situações cotidianas, podem ser classificados como:

Editorial – opinativo, argumentativo

Notícias são autorais, nem sempre assinadas. Seu objetivo é tão somente o de informar.

Crônica: Foto do cotidiano, tem uma linguagem bem particular do autor, fatos do cotidiano. Linguagem coloquial, conversação informal.

Leave a comment

WhatsApp Chama ae