fbpx

Blog

Automação do Marketing- A Tecnologia em favor da comunicação e relacionamento

Automação do Marketing- A Tecnologia em favor da comunicação e relacionamento

A estratégia é o coração do marketing, o conteúdo é o sangue que pulsa e alimenta o cérebro

Nunca o gerenciamento de leads foi tão importante como agora. Um dos grandes erros hoje, é subestimar a automação do Marketing. Quando a empresa ou pessoa pública não consegue explorar todos os recursos que as ferramentas oferecem, se limitam em repetir e repetir funções. Sem se dar conta de que existe todo um aparato técnico que permite estabelecer estratégias de marketing, alinhadas ao departamento de produção de conteúdo, de forma mais aprofundada e alinhada em um ambiente multiplataforma.

Toda estratégia deve ter uma razão

Inicialmente não é preciso uma campanha Marketing super complexa, o segredo é: “pensar grande e começar pequeno” – Isso não significa ser displicente com o conteúdo, mas é preciso começar no começo e ir construindo camadas e sofistica-las ao longo do tempo.

1º – Criar layout – clean e padronizado para todas as mídias!

2º – Uma campanha é feita para que todos os usuários vejam que algo está mudando. Nesta, é divulgado (com formatos diferentes para cada mídia)  os conteúdos de destaques e os eventos futuros. Exemplo: a comunicação visual das mídias muda, vinhetas são criadas nos vídeos, cabeçalhos são feitos para envio de releases tanto para jornais e áudios para rádios.

3º – Coleta de dados – A pesquisa é importante- saiba o que seus leitores procuram, deverá haver grande esforço pra entender o que seus consumidores desejam. A Leitura das estatísticas do Facebook e Instagram ajudam e o Google Analytics também.

Maiores desafios? 

O resultado mais seguro será obtido de forma gradual, faça um perfil progressivo (a web disponibiliza gratuitamente formulários analíticos, que obterão, além de informações explícitas, expectativas e comportamentos futuros “implícitas” relativas aos interesses dos contatos).

4º – “Aqueles que contam estórias governam o mundo” PLATÃO 

Definir as palavras chaves e a storytelling – antes de mais nada é preciso definir em quais assuntos quer participar (estar angajado) e qual sua “estória” sua trajetória, estrutura (considerar tendência e relevância) – 90% do sucesso de uma ação de transmídia Marketing depende de sua estória. A EMOÇÃO comanda a ATENÇÃO e afeta a MEMÓRIA.

*** Fazer um brainstorm da equipe para montar a “estória” e Pronto – agora já pode direcionar conteúdo de forma dinâmica e criativa, simples e utilizado outros recursos, evitando repetições exacerbadas. Após a pesquisa de mercado (vide 3) as possibilidades serão inúmeras.

Para encantar o público?

– Opiniões fortes com frases de impacto!

– Informações resumidas e infográficos.

– Imagens representativas e vídeos.

 

 

Como atender as expectativas?

Relevância – Precisão – Evidência

 

Como ser interessante? 

Experiências – Imagem  – Storytelling 

“As pessoas tem 22 vezes mais probabilidade de se lembrarem de uma estória do que de uma série de fatos ou bullet points” – Jerome Bruner.

Por que a estória vende e atributos não?

A estória consegue ir onde a análise quântica tem entrada recusada: nossos corações!

Dados conseguem persuadir as pessoas, mas não as inspiram a agir.

5º – A comunicação via e-mail pode ser muito poderosa, mas é preciso considerar outros esforços de comunicação como SMS, whatsapp, telefonemas e até mesmo mídia impressa.

6º – Outra abordagem importante é a jornada que o leitor percorre até chegar a você.

Obter Leads e ser um Buzzfeed de referência:

O conteúdo é o único determinante orgânico para o Google e outros buscadores.

As palavras chaves e as tags continuam sendo determinantes para otimização das paginas, mas não são mais suficientes. O SEO está em transição, muitas mudanças estão em evolução, hoje 81,5 milhões de brasileiros acessam internet pelo celular. 60% dos consumidores iniciam suas pesquisas por um buscador.

É aqui que o Content Marketing entra em cena através da estratégia de divulgação em diferentes plataformas digitais, estabelecendo pontos de conexão entre elas, até aqui entende-se que já houve um planejamento.

1 – Elaboração de grupos de palavras-chave (usar como base o histórico/jornada do cliente).

2 – Pense no Google como ferramenta de descoberta e não como objetivo principal.

3 – Seja exigente com a qualidade do conteúdo.

4 – Experimente diferentes formatos: infográficos, vídeos, e-books

O Content Marketing é o segredo para chegar ao topo dos resultados orgânicos do Google

Transformação na geração de leads

O valor determina o Rank: 

Ação e criatividade são as palavras de ordem! É preciso criar e replicar e não engavetar ideias e projetos!

Como converter mais usuários de internet em leitores e replicadores de conteúdo?

Para este resultante o Facebook é o mais estratégico. Para dar início, lança-se a nova imagem e faz-se anúncios de lead (visual/Layout) em todas as mídias com informações sobre assuntos abordados e projetos futuros. Neste anúncio de lead contém chamada de apelação quanto ao histórico e momento atual, com botões de chamada em links “saiba mais”. Quando o leitor clicar nesta opção ele será direcionado à pagina de web, formada estrategicamente a linkar backlinks com as redes sociais. Neste caso uma dica importante é pixar via face (https://www.facebook.com/business/learn/facebook-ads-pixel) para capturar informações de direcionamento e criar público personalizado (pode-se criar público semelhante o que vai gerar outro backlink)…

https://www.facebook.com/ads/manager/creation/creation/?act=341670173&pid=p1

 

“NA CORTE, AQUELE QUE CONTA A MELHOR HISTÓRIA VENCE” – John Quincy Adams

Leave a comment

WhatsApp Chama ae