fbpx

Blog

Search Console – Como melhorar seu desempenho nas buscas

Search Console – Como melhorar seu desempenho nas buscas

Testando ferramentas Experience – parte 6 Seach Console

Então, eu tenho a dizer que nem tudo que estou pintando aqui é arco íris, já vou começar esse post esclarecendo isso! Esse site é laboratório e está dando o maior trabalhão, O Search Console então? Me tirou uma noite de sono, mas no fim dá certo sim! Dei os primeiros passos no dia 17 de maio, hoje é 30 e já fiz uma série de avanços como vocês podem ver. É preciso fazer, refazer, testar, testar de novo, e testar mais uma vez… Confira, participe, coordene, não perca o controle do seu próprio negócio, cuide de cada detalhe, isso faz toda a diferença!

Essa parte da Indexação é mais difícil, mas não pode ser pulada, não! É quando você mapeia o seu site para os motores de busca. Depois é claro, vem o período de ranqueamento das palavras chave. Isso requer alguns meses de criação de conteúdo, SEO e paciência.

Confesso que achei muito confusa essa parte do Webmaster Search Console. Mas feita a choradeira, voltamos ao trabalho: Você guardou aquele código que falamos no post anterior? Clica aqui

Concentra e vai:

Para que você não fique tão perdido (a) quanto eu, fiz um print da página para se familiarizar com ela. Fique tranquilo, não tem o que dar errado se você colar o link errado o Google não vai aceitar. Só não faça o contrário, nunca, jamais cole o código errado no meio do seu código fonte. É ele que organiza o seu site, e coloca cada parte do template em cada lugar, se você mexer nele, pode mudar tudo. Então, presta bem atenção quando estiver fazendo essa tarefa e não mexa no seu código fonte. Mas antes de continuarmos, tenho uma pergunta:

Você sabe o que é um código fonte e para que ele serve? É o conjunto de códigos escritos que fazem qualquer programa, sistema ou serviço funcionar, da web ao desktop, dos aplicativos de smartphone aos complexos algoritmos de Inteligência Artificial. Essas linhas são a base, são a fonte de tudo que existe em informática.

Entendida essa parte? Até aqui você já é PHD em código fonte e programação em HTML #SQN! Ter uma base de informação é importante, mas não é preciso ir tão a fundo, não é mesmo? Tudo certo, isso é só uma etapa a ser superada, você não precisa passar disso, afinal, o seu objetivo é ver a plataforma pronta, nesse caso, segue no foco! Aqui está a página que você precisa encontrar:

Viram que agora é o contrário do que foi feito no Sitemap? É quase uma troca de links, toma cuidado e faz como mostra na imagem que não tem erro, leia o post anterior onde falamos do Sitemap.

E aí vai o resultado Search Console:

Feito isso você já começa a ver seu analytics, e isso é compensador. Por que você consegue acompanhar a sua plataforma, ver quem está te visitando, de onde está sendo acessado, qual é o perfil de quem está te vendo.

Esse gráfico representa os primeiros passos, aqui meu site já está engatinhando. Oiin muito meigo né?

Na verdade, deu um “pavorzão” quando entrei no analytics e ninguém tinha acessado o meu site? Como? Enviei uma lista de transmissão para os meus amigos! Mas aí vi que não tinha checado o site no search console hihihihih. Pois é, é esse arquivo de HTML aí de cima que tem que salvar dentro do servidor, tanto no console quanto no analytics. Vai no canto superior direito e lá no sininho vê o que tem nas notificações. Configure a vinculação, https://analytics.google.com/analytics/web Procurei muitas leituras e tutoriais para fazer isso, perguntei para pessoas que conhecem o assunto também.

Quer saber se o seu site está vinculado ao analytics? clique aqui e confira

Então, falando nisso, é importante que você compartilhe com os seus amigos o seu trabalho inicial, vá curtindo cada etapa, cada passo, cada acesso que às vezes vêm do outro lado do mundo, de onde mora um amigo seu. E como é legal receber os primeiros comentários. Assim que se começa um negócio, conte para quem está mais próximo, essas pessoas farão indicações sobre você. O mundo está online, mas as relações pessoais são quem esquentam a sua mão!

 

Vá além do Search Console, acompanhe seu website: Tag de site global (gtag.js)

Este é o código de acompanhamento da tag de site global (gtag.js) desta propriedade. Copie e cole esse código como o primeiro item da seção <HEAD> das páginas da Web que você quer acompanhar. Se você já tiver uma tag de site global na sua página, basta adicionar a linha de configuração do snippet abaixo da tag existente. Esse código tem que ir em todas página do site, para isso você coloca no rodapé da página ou no topo que repete em todas as página

Dizem que existem mais de 200 fatores de ranking no algoritmo do Google. Mas você vai tirar o tempo para otimizar o seu site para cada um deles?Bom, você deveria… Mas provavelmente não vai. Então, segue a diga do Neil Patel aqui e faz um teste, achei bem legal a ferramenta, mas não leve tudo ao pé da letra hein, observe o básico.

6 Replies to “Search Console – Como melhorar seu desempenho nas buscas”

  • Leave a comment

    WhatsApp Chama ae